Caracterização das condições higiênico-sanitária das feiras livres da cidade de Macapá e Santana-AP

  • Alana Gomes Martins Instituto Macapaense do Melhor Ensino Superior
  • Ana Caroline Silva Ferreira IFAP
Palavras-chave: Comercialização, feirantes, manipuladores, pescados

Resumo

Na maioria das feiras as condições higiênicas de comercialização dos produtos alimentícios são insatisfatórias, constituindo-se importante vetor no processo de contaminação e proliferação de doenças de origem alimentar. O objetivo deste trabalho foi realizar uma caracterização higiênico-sanitária nas feiras de Macapá e Santana, com o intuito de analisar as conformes e não conformidades presentes na estrutura da feira e na manipulação dos alimentos. Foi aplicado o check list na visita que foi realizada no mês de junho de 2016 na feira livre do Novo Buritizal e Feira do Novo Horizonte na cidade de Macapá, e no mês de maio de 2016 na feira de Santana. O trabalho caracteriza-se como um estudo exploratório, descritivo, qualitativo, focalizando para as condições de armazenamento e comercialização de alimentos, desde a chegada dos alimentos na feira à organização nos balcões. Analisando o check list, a feira do Novo Buritizal (Macapá) apresentou um percentual de 27% de adequação, feira do Novo Horizonte e a feira de Santana apresentaram o percentual de adequação 17%. Diante das problemáticas analisadas, conclui-se que as feiras livres das cidades de Macapá e Santana, encontram-se em situação precária, esquecidas pelo governo, e que os feirantes não possuem conhecimentos de boas práticas de manipulação, havendo assim necessidade de tratamento dos mesmos.

Publicado
20-06-2018
Como Citar
Martins, A., & Ferreira, A. C. (2018). Caracterização das condições higiênico-sanitária das feiras livres da cidade de Macapá e Santana-AP. Revista Arquivos Científicos (IMMES), 1(1), 28-35. https://doi.org/https://doi.org/10.5935/2595-4407/rac.immes.v1n1p28-35